Operação SOS verão. Vamos?

[otw_shortcode_dropcap label=”O” font=”Playfair Display” color_class=”otw-red-text” background_color_class=”otw-white-background” size=”large” border_color_class=”otw-no-border-color”][/otw_shortcode_dropcap]s biquínis começam a surgir em destaque nas vitrines, e como não poderia ser diferente, as academias começam a receber pessoas afoitas para entrar em forma de maneira rápida e sem muito esforço para a temporada de verão.
Mas o que parece ser missão impossível para muitos pode não estar tão distante assim. Profissionais afirmam que uma dieta saudável aliada a exercícios físicos não fazem milagre, mas podem ajudar a pessoa conquistar um corpo mais bonito para o verão.
Para o personal trainer Hugo Valsezi, embora não seja possível conquistar o corpo dos sonhos em apenas um ou dois meses, o ideal é iniciar uma atividade física, preferencialmente uma que a pessoa goste de fazer.
“Quem não fez atividade nenhuma durante o ano inteiro, certamente não gosta de se exercitar. Então o ideal é procurar uma atividade que te dê prazer, assim será mais fácil manter a rotina de exercícios, além de servir de trampolim para outras atividades”, orienta o profissional.

“As bebidas alcoólicas, principalmente aquelas que fermentam, os refrigerantes e as farinhas brancas são os grandes vilões. Por isso, evite os produtos de panificação, bebidas gaseificadas em geral, bebidas alcoólicas e doces, sem esquecer das frituras e dos torresmos”,
Luciana Lucianetti

Segundo ele, para quem ficou parado durante o ano todo o ideal é começar com exercício aeróbico, como caminhada, corrida, pedalada ou natação de 20 a 30 minutos diários, três vezes por semana. “É importante começar com uma intensidade de leve a moderada e ir aumentando progressivamente. Mas para quem quer perder gordura, não basta se exercitar. A alimentação é 70% no processo de entrar em forma”, explica.
Mas de acordo com o profissional, apenas exercícios aeróbicos não garantem ‘aquele corpo’ para o verão. “Só o exercício aeróbico não vai deixar o corpo definido, é necessário investir na musculação. Depois dos 30 anos há uma perda acentuada de massa muscular, o que deixa o corpo mais flácido, por isso é importante que as pessoas procurem uma academia e tenham um acompanhamento profissional”, diz.
Outro fator extremamente importante, segundo o personal trainer, é realizar sempre o alongamento, 15 minutos antes e 15 depois das atividades físicas. E se a atividade física não resolve o problema sem estar aliada a uma dieta balanceada, que tal aprender a comer? Segundo a nutricionista Luciana Lucianetti, para entrar em forma é necessário, antes de mais nada, mudar alguns hábitos como o ‘saleiro na mesa’, temperos e molhos industrializados na salada, embutidos no lanche, queijos muito amarelos ou cremosos e baixo consumo de água e frutas.
“Todos nós devemos substituir hábitos ruins por bons hábitos que nos dêem prazer, pois, de nada adianta fazer o certo reclamando disso o tempo todo. O estresse gerado por uma ação desprazerosa leva ao desanimo, e as chances de você desistir do que está fazendo são imensas! Temos que nos encontrar e nos comprometer em melhorar nosso estilo de vida”, explica.
Segundo ela, as pessoas devem mudar a atitude em relação as coisas. “Por exemplo, preciso fazer exercícios, mas não gosto de caminhar! Poxa, vai nadar, andar de bike, dançar, ir ou voltar do trabalho a pé. O mínimo que a pessoa se propuser a fazer já será grandioso. Temos que deixar a preguiça de lado e dedicar mais tempo no preparo de alimentos naturais ou pelo menos gastar mais tempo no mercado, escolhendo produtos industrializados mais saudáveis, com menor teor de sódio e gordura, e versões light e diet ou orgânicos. E é claro, reduzir o consumo de bebida alcoólica”, destaca.
Outras dicas importantes da nutricionista são: retirar a gordura da carne ou pele do frango antes de prepará-los, reduzir o óleo para preparar os alimentos, substituir o leite integral pelo desnatado, preferir carnes magras, substituir as frituras e empanados por assados ou grelhados, substituir sobremesas doces por frutas da época e se exercitar ao invés de assistir programas na TV.
IMG_0636
Sobre a tão temida ‘barriguinha’, Luciana explica que do mesmo jeito que ela levou tempo para aparecer, levará tempo para sumir. “As bebidas alcoólicas, principalmente aquelas que fermentam, os refrigerantes e as farinhas brancas são os grandes vilões. Por isso, evite os produtos de panificação, bebidas gaseificadas em geral, bebidas alcoólicas e doces, sem esquecer das frituras e dos torresmos”, orienta.
Segundo a nutricionista, todos esses alimentos devem ser substituídos por aqueles ricos em fibras, como arroz integral, aveia, frutas, leguminosas. “As fibras auxiliam a ‘varrer’ a gordura do nosso organismo, inclusive a da barriga. Uma dieta balanceada é essencial, mas, exercícios aeróbicos diários também são fundamentais!”.

POR NATÁLIA BACHI    À    FOTOS MAILA ALVES

VOX
VOX

Ainda não há comentários

Comentários estão fechados

vox@gimpacto.com.br - 18 3522 1199 - Rua Euclides da Cunha, 4 - Centro, Adamantina - SP – CEP 17800-000

Você está navegando offline