Barba: a queridinha dos homens, e das mulheres

Barba cheia, por fazer, bigode, barbicha, cavanhaque, barba longa, entre outras infinidades de estilo. Os homens estão cada vez mais preocupados com a aparência, e a barba está entre os aspectos que mais mexem com a vaidade masculina. Exemplo deste fato é o aumento da procura pelas barbearias. Tradicionais ou mais estilosas, elas vêem se especializando no público masculino, com serviços e produtos específicos.

Adamantina também acompanha este crescimento. Nos últimos anos, cabeleireiros e barbeiros da cidade se aperfeiçoaram atrás de um público cada vez mais exigente, que possui um olhar atento e criterioso.

Lucas Moraes

Hipster assumido – aquele que possui estilo próprio, Gustavo Castellon, de 37 anos, é exemplo deste público que busca excelência. Ele aderiu à barba cumprida com 28 anos, porém, desde os 24 é adepto do visual com pêlos faciais. “Apesar de a barba ser tendência atualmente, aderi a este estilo há anos, representando minha personalidade. Nunca gostei de fazer barba, por falta de tempo ou até mesmo de interesse em fazê-la, então sempre a mantive. Agora que é moda, é mais fácil em manter a barba alinhada, já que existem serviços e produtos especializados, podendo mantê-la com os mesmos cuidados que os cabelos, por exemplo”, disse o fotógrafo e publicitário.

Vaidoso, ele vai ao barbeiro a cada 15 dias, além de ter cuidados diários para manter os pêlos hidratados e higienizados. “Quem tem barba pode até parecer desleixado, mas tem que ter cuidados diários, lavando com xampus e condicionadores específicos e passando cremes, pomadas, entre outros produtos”.

“A barbaterapia é um ritual relaxante pensado e idealizado para o homem
barbudo”, diz Nelson Silva.

Outro que aderiu a barba, e nunca mais tirou, foi o educador físico Lucas Moraes, de 27 anos. Apesar de ter assumido ao estilo barbudo por brincadeira, não pretende tirar tão cedo os pêlos da cara. “Eu e um amigo fomos tirar férias no Nordeste e ele chegou com a proposta de deixarmos a barba. Gostei, e nunca mais raspei. Apenas aparo. Agora, a barba está maior, seguindo tendência hipster”, comenta.


Também, em média, a cada 15 dias ele vai ao barbeiro de confiança para aparar e desenhá-la, além de ter cuidados diários. “Utilizei a barba rala por cerca de três anos e faz um que a deixo mais comprida, necessitando de cuidados especiais. Utilizo produtos específicos para que fique modelada”.

Cerveja, decoração e muito mais
Atento a este público, os barbeiros se especializam e trazem novidades, desde produtos até ambientes com características masculinas, tornando prazeroso o fazer barba.
Nelson da Silva, com 20 anos de profissão, alia tradição com modernidade. Segundo ele, além de cortes já costumeiramente solicitados, os homens dão preferência aos serviços diferenciados e exclusivos.

“As barbas estilizadas, os cortes de cabelo modernos, além das químicas como relaxamento e pigmentação, tem sido atrativos para o público masculino. Por isso, é essencial que busquemos nos aperfeiçoar, participando de cursos e capacitações, além de trazer novidades, como um ambiente com a cara do homem, com cerveja, jogos de futebol e outros atrativos”, destaca.

Ele comenta também sobre uma tendência – a barbaterapia. “A barbaterapia é um ritual relaxante pensado e idealizado para o homem barbudo, quando ele tem uma experiência única, aliando todo o cuidado em relação à barba (como aparar regularmente, hidratar e alinhar os fios) com relaxamento”, explica.

“Não basta deixar os fios crescerem e chamar aquele emaranhado de barba. É necessário ter uma rotina de cuidados”, afirma Bruno Gomez

Para o processo, Nelson utiliza até “massageador” de barba, aparelho que relaxa o cliente e evita que os pelos ficam encravados. “É uma experiência diferenciada. Nem percebemos a hora passar”, comenta Lucas.

Outro barbeiro que se especializou no público masculino foi Bruno Gomez. Ele explica que a mudança de cultura possibilitou a ampliação dos serviços. “Antigamente os homens deixavam o rosto liso, iam ao cabeleireiro apenas para cortar cabelo – estilo tradicional. Agora, além de deixarem a barba, eles estão mais vaidosos. Eles vêm à barbearia e fazem o pacote completo: barba, hidratação, sobrancelha e tudo mais”, diz.

O profissional enfatiza também a necessidade de cuidados especiais com a barba. “Não basta deixar os fios crescerem e chamar aquele emaranhado de barba. É necessário ter uma rotina de cuidados, como hidratá-la com um óleo específico, que dá brilho e fortalece os fios, aparar sempre (o bigode, por exemplo, não pode ficar entrando na boca) e sempre lavar e hidratar a barba com produtos específicos”.

O barbeiro Daniel Marques destaca que são sete passos essenciais aos barbudos: lavar, condicionar, pentear, texturizar, cortar, hidratar e modelar. “Manter a barba nos trinques dá certa mão de obra e exige cuidados iguais aos do cabelo. Por isso, o ideal é procurar o serviço especializado de uma barbearia. O barbeiro, além de dominar essa arte, tem a mão melhor que a sua para manejar a tesoura e a máquina”.

Elas aprovam
Com estilo e uma barba bem cuidada, aí é fácil agradar as mulheres. É o que aponta estudo divulgado este ano pela Universidade de Queensland, na Austrália.

Os pesquisadores, segundo o jornal norte-americano New York Times, reuniram 8.250 mulheres e as dividiram em três grupos. Todas avaliaram exatamente os mesmos homens, porém algumas os viram com mais ou menos barba. O resultado, publicado no ‘Journal of Evotionary Biology’, mostrou que os homens mais atraentes eram os que tinham mais barba, seguidos daqueles com um pouco menos de pelos no rosto.

 

Dicas VOX

SALÃO DO NELSON & MARA
Rua Deputado Salles Filho, nº 33
(18) 9.9624-0147

GOMEZ BARBEARIA
Avenida Adhemar de Barros, nº 628
(18) 9.9688-4394

BARBEARIA MARQUES
Avenida Adhemar de Barros, nº 896
(18) 9.9606-9110

VOX
VOX

Ainda não há comentários

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.

vox@gimpacto.com.br - 18 3522 1199 - Rua Euclides da Cunha, 4 - Centro, Adamantina - SP – CEP 17800-000